quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

faroeste caboclo

Tinha broche de xerife?
Cinturão de balas e coldres?
Um par de revólveres de espoleta?
Ao menos uma carruagem em miniatura?

No vestíbulo, o cheiro de serragem vindo lá do galpão...

3 comentários:

Anônimo disse...

nunca foi bom de faroeste. não sei porque meus principais papéis de faroeste se reservavam nas épocas de festa junina. meu principal momento foi quando carreguei um revólver numa cintura e uma faca de madeira que o Vô Tote fez na outra. A Baínha da faca foi confeccionada pela Vó Letícia. E de novo o cangaceiro foi mais forte que o western

o caubói divino disse...

tinha o olho de vidro e o coração de pedra.

Clayton Melo disse...

Nordestern